Trazendo seu negócio para o Instagram

O Instagram é uma ótima opção se você está interessado em números brutos, já que a plataforma não traz muitas informações detalhadas . Ele já bateu na casa dos 200 milhões de usuários ativos e te proporciona um acervo incrível de conteúdo visual, o qual todos sabemos que está liderando no social como nenhuma outra plataforma. E de quebra ainda faz parte do TOP 10 aplicativos mais populares de smartphones, de acordo com uma pesquisa da Nielsen, com um crescimento quase dobrando a de todos os concorrentes que estão à sua frente na lista.

Parece que cada vez mais as empresas tem criado um padrão de atuação nas contas sociais, começando sempre por Facebook e Twitter, para que então elas escolham a 3ª plataforma, como Google+, LinkedIn, Pinterest e Instagram. Para aqueles já utilizam o Instagram em suas vidas pessoais, adicionar o Instagram no mix de contas sociais tem se tornado uma decisão muito mais intuitiva. Pensando nisso nós vamos postar 12 perguntas que poderão guiar qualquer um que queira fazer um Instagram para empresas.

1) Por onde eu começo?

Em primeiro lugar você precisa fazer o download do app, seja no Itunes para os que utilizam iOS ou no Google Play para os que utilizam o Android, mas você também consegue visualizar fotos pelo site do próprio Instagram (www.instagram.com). De qualquer forma você precisa baixar o app pois é somente através dele que você conseguirá fazer o upload de fotos, editar as imagens, aplicar filtros e compartilhar as imagens, estes recursos ainda não estão habilitados para fazer pela web, e um dos grandes diferenciais que torna o Instagram tão único. Se você é uma marca que está começando da estaca 0, pode até fazer campanhas legais para fazer uma contagem regressiva dentro de outras plataformas.

2) Quais são os tamanhos que as imagens devem ter?

O próprio aplicativo só possibilita imagens quadradas, mas já existem muitos aplicativos que te possibilitam inserir molduras caso você tenha uma foto retangular, e cortar a foto poderia tirar algum componente que dê graça. Porém, o que reina no Instagram são fotos quadradas. O tamanho padrão das fotos são de 612 x 612 pixels. Qualquer imagem que você tirar – que seja acima de 2048 pixels² – podem ser redimensionadas para serem aplicadas em todos os lugares dentro da plataforma. Por exemplo o mosaico que aparece no topo do seu perfil, que é feito a partir das 7 fotos mais populares. A maior foto do mosaico mede 409 x 409, então você não precisa se preocupar! Caso sua conta seja nova, sua cover será criada assim que você compartilhar 7 fotos. Dá uma olhada no mosaico da B-Young:

3) Quais são as melhores ferramentas de análise para o Instagram?

Assim como o Facebook e o Twitter, ferramentas analíticas feitos por terceiros já existem para você aprender como tirar um proveito maior nos posts do seu Instagram. Aqui estão as 2 melhores ferramentas pra você utilizar: * Iconosquare – um conjunto de ferramentas incrivelmente profundas (e gratuita!!!) do Instagram, o Iconosquare permite que você visualize e interaja no Instagram diretamente de sua interface, e ainda fornece um número impressionante de dados a respeito da sua conta e as interações que você fez – gráficos de crescimento, taxas de engajamento, melhores horários para postar, e muitas outras coisas.

* Totems (analytics.totems.co) – um conjunto de análises feitas especialmente para marcas, o Totems abrange todas as bases para as estatísticas do Instagram, incluindo um painel de análises, monitoramento de hashtags e um CRM. Os preços são a partir de R$ 149/mês.

4) O que é um bom benchmark para engajamento no Instagram?

Se você quer se programar para visar o sucesso como algumas marcas, então sua intenção precisa ser de alcançar os mesmos números que eles têm. De acordo com um relatório da Fortune 500 a respeito de grandes marcas dentro do Instagram concluiu que eles recebem em média um total de 37 curtidas e comentários para cada 1.000 seguidores. Você precisará extrapolar esses dados para que eles se encaixem com os dados da sua conta. Multiplique os seus seguidores por 0,037. – Se você tiver 1.000 seguidores, seu objetivo será de 37 curtidas e comentários por post; – Se você tiver 500 seguidores, seu objetivo será de 19 curtidas e comentários por post; – Se você tiver 5.000 seguidores, seu objetivo será de 185 curtidas e comentários por post. Na conta do Instagram da Hello Kitty atualmente são 1.414 seguidores, isso significa que o objetivo da conta é de atingir 52 curtidas e comentários a cada foto postada. E os últimos 10 posts cumprem isso! Uhu! Claro que você deve esperar que a relação do número de curtidas e comentários seja um tanto desequilibrada (o número de curtidas é sempre maior). O Totems, ferramenta que citamos na pergunta #3, descobriu que a média de distribuição de engajamento nos posts é que a cada 100 curtidas ocorre 1 comentário.

5) Qual é o melhor horário do dia para postar no Instagram?

O aplicativo analítico SumAll pesquisou os melhores horários para postar em 7 plataformas sociais diferentes, e o Instagram está incluído. O que eles descobriram para o Instagram:

Das 17h às 18h nos dias de semana, mas às Segundas o melhor ocorre às 20h, com um pequeno pico às 18h

Aqui está o infográfico que eles mesmos fizeram, demonstrando os horários de cada rede social. Lembrando apenas que AM são as horas antes do meio dia, e PM são as horas após o meio dia.

Como o Instagram é um aplicativo de smartphone, os seus horários de pico são um pouco diferentes se comparados com Facebook e Twitter, pois eles podem ser acessados ao longo do dia pelo computador (o Instagram também está presente na web, mas é originário dos celulares). A prontidão móvel do Instagram faz com que a curva de “melhores horários” seja um pouco mais plana desde que o aplicativo está disponível para ser acessado a qualquer momento. O SumAll ainda chegou a criar o Princípio do Burrito, um conceito que basicamente diz que você quer atrair as pessoas bem no tempo em que elas se encontram ociosas, por exemplo quando elas estão comendo um burrito, ou, no caso do Brasil, um cafézinho, aquele momento que você tem a liberdade e calma para checar as suas redes sociais.

Seus posts devem ser programados para pegar as pessoas quando elas estão com tempo em mãos.

Outra consideração sobre tempo é referente aos comerciais que passam no tardar da noite. Basicamente, você posta quando ninguém mais está postando, quando tempo menos ‘barulho’ nas redes. Se você estiver afim de experimentar, comece com os horários específicos que o SumAll sinalizou e vá trabalhando ao longo do tempo de forma que você consiga entender quais são os “horários dos burritos” ou os “horários do cafézinho” e também com os horários dos comerciais corujões. Só assim você conseguirá descobrir os melhores horários para o seu público.

6) Como as hashtags do Instagram funcionam?

Possivelmente o melhor jeito para fazer com que as suas fotos e vídeos sejam vistos no Instagram, de uma forma mais global, é através das hashtags. As hashtags podem ajudar as suas fotos a alcançar uma audiência maior pela busca do Instagram, sem que as pessoas necessariamente sigam o seu perfil. Elas também são ótimas para marca-las e organiza-las, especialmente quando você está no meio de uma campanha no Instagram. Na verdade, esses dois campos – de busca e de organização – representam dois modos de ver as hashtags. Você pode tageá-las com hashtags relevantes e populares e/ou pode tageá-las hashtags de marcas. As hashtags populares e relevantes são as que serão mais importantes para as palavras-chave em suas descrição da foto ou popular entre as pessoas que utilizam o Instagram. Uma maneira rápida de ver quais são as hashtags que servem melhor para sua foto é fazer uma pesquisa com as hashtags que você tem em mente. Isso pode ajudar a medir a popularidade dessa hashtag e como a sua foto se sairá com a concorrência. Entre as hashtags populares, o Instagram tem um número que as pessoas utilizam regularmente. Para mais hashtags, o Webstagram tem uma lista com as top 100 hashtags utilizadas atualmente.

Hashtags referentes a sua marca podem ser muito úteis quando você precisar buscar conteúdos gerados por outros usuários. Por exemplo, uma empresa cria uma campanha para encorajar seus fãs a tirarem fotos e utilizar uma hashtag criada pela própria empresa. Os fãs são chamados a tagear suas fotos com as hashtags de marca que a empresa escolheu, ou criou. A equipe de Marketing consegue facilmente localizar quais foram os participantes/usuários que utilizaram essa hastag. Fazemos muito isso quando a Hello Kitty tem um evento, como aconteceu no caso do Festival do Japão.

Gostaram das primeiras 6 dicas? Amanhã saem as outras 6! Fique ligado! Continue lendo a parte 2